Tag Archive: Gestão de Pessoas

19 Aug 2014

Endomarketing. Transforme funcionários em advogados da marca.

Endomarketing: transforme colaboradores em fãs

Notícias postslider
[ultimatesocial_facebook] [ultimatesocial_twitter]

por Letícia Cazes

Muitas empresas se preocupam em transmitir uma imagem positiva dos seus serviços para atrair clientes, mas, quando eles chegam ao ponto de venda, a imagem observada é bem diferente da vendida. Ocorre, então, uma dissonância entre a imagem projetada e a imagem percebida, o que frustra o consumidor e pode levá-lo a desistir daquela compra e a não mais voltar à empresa. Isso ocorre na maioria das vezes devido ao mau atendimento prestado por vendedores (petshops) ou por médicos veterinários, no caso das clínicas.

Como ‘colocar para fora’ uma imagem positiva, sem que ela esteja bem assimilada pelos funcionários? Uma empresa é formada por pessoas e são elas que representam a marca. Assim, a qualidade do atendimento prestado na hora da entrega do produto/serviço e a possível retenção do cliente depende do funcionário, que está em contato direto com o consumidor.

Diante de toda essa responsabilidade, o público interno tem que ser encarado como o primeiro cliente da empresa. Deve ter as suas necessidades entendidas e atendidas e as suas expectativas superadas. Assim, ele se torna aliado da organização na busca pelo sucesso. Invista em endomarketing e conquiste melhores resultados econômicos e humanos! Abaixo, explicamos o conceito e como você pode utilizá-lo a favor da sua empresa.

O prefixo ‘endo’ da palavra endomarketing significa ‘ação interior ou movimento para dentro’. Ou seja, é a utilização de ferramentas de marketing dirigidas ao público interno. O endomarketing é um instrumento eficaz para orientar os colaboradores quanto aos objetivos da organização. Baseado numa comunicação transparente, o marketing interno promove a motivação das pessoas e garante o compromisso delas com os objetivos estratégicos.

O endomarketing envolve temas como: motivação dos funcionários, treinamentos, medição de clima organizacional, comunicação interna (mão dupla), treinamentos, comprometimento com a empresa, valores e satisfação do consumidor. Em resumo, busca dar o auxílio necessário para que o funcionário execute suas funções da melhor forma possível e se sinta parte da organização.

Não esqueça que no próximo dia 9 (09/09) comemora-se o dia do Médico Veterinário! Uma excelente oportunidade para uma ação de relacionamento. Já pensou o que vai fazer? Fale com a Invet Care! Podemos ajudar!

compartilhe este artigo:

[ultimatesocial_facebook] [ultimatesocial_twitter] [ultimatesocial_google] [ultimatesocial_linkedin]

14 Aug 2014

O líder tem o discurso e as atitudes alinhadas.

Discurso x Atitude: A diferença entre líderes e chefes

Notícias postslider Uncategorized
[ultimatesocial_facebook] [ultimatesocial_twitter]

por Letícia Cazes

Muito se fala sobre liderança. Vire e mexe alguém cita a diferença entre um chefe e um líder, mostrando a superioridade da liderança sobre a chefia. Agora, caro leitor, nós resumiremos o porquê da prevalência da liderança em poucas palavras: o líder age de acordo com o que prega.

Além de ter que ser visto como muito bom tecnicamente, um líder é aquela pessoa que é notada como íntegra, justa, confiante, racional, mas também sentimental e cheia de empatia. Com essas características, transmite segurança para a equipe, influenciando as pessoas a fazerem sempre o melhor. ‘Faça o que eu digo, porque eu, realmente, faço o que falo’ é o seu lema.

Dizem que o amigo verdadeiro é aquele que lhe critica pela frente e elogia pelas costas, nunca ao contrário. O mesmo serve para o líder em relação aos seus liderados: elogios devem ser públicos e críticas devem ser faladas diretamente com a pessoa. Ser líder não é fácil, mas essa habilidade pode ser desenvolvida, quando a pessoa tem o perfil e vontade de melhorar.

Lembre-se de que o líder é o produto aspiracional da equipe. Ela compra as ideias dele, quando contagiada. Agora, ela também pode ser contaminada, no caso dos maus chefes! A equipe é sempre uma extensão, ou melhor, um reflexo da chefia.

 

Precisando de treinamento de liderança pessoal ou para os seus gerentes (líderes)? Podemos ajudar! Marque uma reunião com a gente por: relacionamento@invetcare.com.br ou (21) 2586-6383.

Centro Empresarial Mourisco – Praia de Botafogo, 501. Torre Pão de Açúcar 1°andar. Botafogo – Rio de Janeiro – RJ.

compartilhe este artigo:

[ultimatesocial_facebook] [ultimatesocial_twitter] [ultimatesocial_google] [ultimatesocial_linkedin]

8 Jul 2014

Aumente a sua produtividade

Notícias postslider
[ultimatesocial_facebook] [ultimatesocial_twitter]

por Letícia Cazes

Muito se fala sobre produtividade. De um lado os chefes cobrando mais produtividade e resultados e, do outro, funcionários insatisfeitos, que se sentem sobrecarregados e não sabem como produzir mais. Mas, afinal, o que é produtividade?

O conceito de produtividade está diretamente ligado à sua performance e ao seu desempenho. Ou seja, a quantidade de tarefas que você deve realizar num período de tempo e a qualidade com a qual as realiza. Concorda que de nada adianta fazer mil coisas ao mesmo tempo sem qualidade? Ou que realizar a tarefa maravilhosamente bem após o prazo pode ser inútil?

Mas, acalme-se e anime-se, você tem o poder para mudar esse quadro e se tornar muito produtivo. Seguem algumas sugestões da InVET Care para lhe ajudar:

1- Quais são as atividades que tenho que realizar hoje e quais posso passar para amanhã? Se todas são muito importantes, quais são as minhas prioridades?

Liste por escrito todas as atividades, definindo ordem e horários para conclusão. Classifique as suas tarefas em importantes, emergenciais e circunstaciais.

2- Por que eu iniciei a tarefa e não a concluí? O que eu posso fazer para não perder a concentração?

Sugerimos que crie horários para checar o celular e as mídias sociais. Não deixe  as mídias nem o e-mail pessoal em abas abertas. Sem querer, você acaba se desconcentrando. Checar a cada duas horas, por até 10 minutos, não fará o seu rendimento cair.

3- Pare por alguns minutos de vez em quando para tomar um café, beber água ou fazer alguma coisa que o relaxe. Talvez seja o momento para checar as mídias sociais ou trocar uma mensagem com os amigos.

Descansar a mente por alguns minutos lhe ajudará  a ficar mais tranquilo e a ter ideias para concluir aquela atividade.

compartilhe este artigo:

[ultimatesocial_facebook] [ultimatesocial_twitter] [ultimatesocial_google] [ultimatesocial_linkedin]

6 Jun 2014

É possível desenvolver todo potencial de seus funcionários. O Executive Coaching transforma potencial em objetivo e objetivo em resultados.

Executive Coaching: Desenvolva todo o potencial dos seus funcionários

Notícias postslider
[ultimatesocial_facebook] [ultimatesocial_twitter]

por Letícia Cazes

A InVET care atua junto à empresa seja com líderes, altos executivos e times para alinhar e aumentar os resultados profissionais e organizacionais. Entre os objetivos do executive coaching estão: Elevação da performance; Alinhamento entre os objetivos organizacionais e profissionais; Desenvolvimento de liderança e Desenvolvimento de competências e mudanças comportamentais no contexto organizacional.

Os objetivos são estabelecidos pela própria empresa, o que não significa que o coachee (pessoa que recebe o coaching) não tenha voz ativa no processo e defina os seus próprios objetivos. Ele estabelecerá as suas próprias metas para chegar aos resultados almejados. A InVET care ajuda no alinhamento dos objetivos do coachee com os organizacionais e na condução do ponto A (atual) ao ponto B (objetivo).

Entenda o que o executive coaching pode fazer por:

1- Líderes e altos executivos: Tornar a liderança de CEOs, gerentes e executivos de alto escalão ainda mais eficaz.

2- Profissionais de médio escalão: Desenvolver o potencial e elevar a performance.

3- Times: Contribuir para o aumento da sinergia entre os membros da equipe e transformá-la num time de alta performance.

4- Líderes potenciais: Desenvolver novos líderes dentro da empresa.

A empresa também pode contratar o executive coach para questões específicas como: melhoria do clima, auxilio no processo de gestão de mudança, adaptação dos profissionais durante um processo de fusão, elevação do resultado de um determinado departamento etc. Os resultados obtidos são sempre muito positivos tanto pessoal quanto profissionalmente.

Invista em executive coaching e desenvolva todo o potencial da sua equipe!

compartilhe este artigo:

[ultimatesocial_facebook] [ultimatesocial_twitter] [ultimatesocial_google] [ultimatesocial_linkedin]

26 May 2014

A InVET Care sugere a criação de um ambiente para servir de espaço colaborativo, onde os funcionários possam realizar reuniões informais para troca de ideias.

2 passos para aumentar a produtividade da sua empresa

Notícias postslider
[ultimatesocial_facebook] [ultimatesocial_twitter]

por Letícia Cazes

Vamos iniciar este post com quatro perguntinhas. Responda com sinceridade. Você tem paciência com a sua equipe? Está mal-humorado sem ter um motivo definido? Se acha muito exigente? Se irrita por ter que explicar algo para a sua equipe mais de uma vez?

Se você respondeu sim para elas, precisa urgentemente mudar de comportamento ou vai reduzir cada vez mais a produtividade da sua equipe. Lembrem-se, todos têm pontos fortes e pontos a serem melhorados. Estimule a sua equipe! Afinal, funcionário motivado é funcionário produtivo.

Abaixo, duas sugestões que funcionam:

 1. Comunique-se sem preguiça

Seja simples e transparente em sua comunicação. Fale o que quer sem rodeios! Cara feia não fará o funcionário ler a sua mente.

Mantenha a paciência e fale quantas vezes forem necessárias para que a mensagem seja entendida.

Atualize a sua equipe sobre novas tarefas e sobre as prioridades e objetivos de cada. Caso haja mudanças, avise!

Incentive uma comunicação aberta e de mão-dupla.

2. Ofereça um espaço colaborativo

Comentários e reividicações sempre existirão entre os funcionários de qualquer empresa. E, acredite, você pode utilizar isso a seu favor.

Crie um ambiente para servir de espaço colaborativo, onde os funcionários possam realizar reuniões informais para troca de ideias. Esteja aberto a ouvir. Ninguém conhece melhor os clientes que os funcionários. Eles estão na ponta, em contato direto com eles.

Os novos escritórios da PayPal em Boston não separam mais os funcionários por áreas de atuação. Todos trabalham no mesmo ambiente para incentivar o pensamento colaborativo. As mesas possuem rodinhas para facilitar o deslocamento e existem paredes que servem como quadro de ideias, onde todos os funcionários podem escrever.

Não é tão difícil assim, não é mesmo! Desejamos boa sorte e sucesso!

compartilhe este artigo:

[ultimatesocial_facebook] [ultimatesocial_twitter] [ultimatesocial_google] [ultimatesocial_linkedin]

6 May 2014

Gestão de Pessoas

Notícias
[ultimatesocial_facebook] [ultimatesocial_twitter]

por Letícia Cazes

A escassez de profissionais qualificados tem sido apontada como um dos principais desafios dos gestores das Empresas Pet. Encontra-se no setor uma alta rotatividade de profissionais, baixa qualificação e baixo grau de engajamento.

Para as empresas mudarem essa realidade, atrair, formar e reter mão de obra qualificada, devem investir em Treinamento e Desenvolvimento de Equipe. Nas grandes empresas, a área já é vista como estratégica. Afinal, profissional satisfeito, é profissional produtivo.

Como escolher entre Treinamento e Desenvolvimento? Você sabe a diferença entre eles? Entenda e opte pelo melhor para a sua necessidade. Talvez a sua empresa precise de ambos.

Treinamento: Foco no curto prazo e nas competências necessárias ao desempenho do colaborador em sua função atual.

Desenvolvimento: Visa capacitar o trabalhador para assumir novas funções e responsabilidades.

 

5 passos para escolha do treinamento certo para sua empresa

1- Levantamento de necessidades de treinamento;

É uma das principais etapas. Faça uma análise da organização, das tarefas e das pessoas para identificar que tipo de conteúdo vai ser treinado.

2- Definição de objetivos e especificação de como será realizada a avaliação do mesmo;

3- Seleção e desenho dos programas de treinamento alinhados aos princípios norteadores da empresa;

4- Implementação;

5- Avaliação dos resultados com comparação entre os objetivos previamente estabelecidos e o que foi realizado.

 

Comece a pensar em treinar a sua equipe! Boa sorte!

compartilhe este artigo:

[ultimatesocial_facebook] [ultimatesocial_twitter] [ultimatesocial_google] [ultimatesocial_linkedin]